Continua após publicidade

Agrofloresta é uma das apostas sustentáveis da CASACOR Piauí 2024

Iniciativa é desenvolvida pelos arquitetos João Almeida e Gustavo Almeida, responsáveis pelo espaço da Deca no evento

Por Redação
Atualizado em 10 abr 2024, 12h19 - Publicado em 10 abr 2024, 12h00

Na última segunda-feira (8), arquitetos, paisagistas, design de interiores e representantes de órgãos institucionais marcaram presença no casarão que sediará a primeira CASACOR Piauí para realizar o plantio de mudas e sementes em um momento de ação prática e conscientização sobre a preservação da natureza. À frente do espaço Deca, os arquitetos João Almeida e Gustavo Almeida são responsáveis pela concepção e execução da agrofloresta – um modelo agrícola milenar, aplicado por diversos povos ao redor do mundo, que visa a produção de alimentos e, na mesma medida, a preservação de florestas. Além de alimentos, também objetiva atuar como um processo de recuperação ambiental.

Agrofloresta é uma das apostas sustentáveis da CASACOR Piauí 2024
(Divulgação/CASACOR)

Para Gustavo Almeida, o espaço da Deca é um dos mais importantes. “Pensamos em fazer algo conceitual. Além da agrofloresta, estamos criando quatro coberturas metálicas, no qual teremos um espaço com lounge e espelho d’água, por exemplo. Quisemos criar um ambiente que se integrasse a tudo, sendo uma área de uso coletivo. É uma grande oportunidade de mostrar a arquitetura e vários símbolos importantes”, pontua. João Almeida reitera a importância da agrofloresta ao compartilhar que a mesma “semeia vida, planta água e traz de volta a soberania alimentar. É uma grande felicidade. É algo impressionante”, frisa.

Agrofloresta é uma das apostas sustentáveis da CASACOR Piauí 2024
(Divulgação/CASACOR)

Segundo Frederico Carvalho, da Direção Geral da CASACOR Piauí, a realização desse momento de plantio de mudas na agrofloresta é “importantíssimo, pois vemos o engajamento de todos, incluindo os arquitetos e a sociedade”, compartilha. Já Cristina Napoleão, da Diretoria Executiva, Projetos e Curadoria, externa que o contato com esse sistema de sociabilidade com a natureza é enriquecedor. “É um meio para todas as pessoas conhecerem e terem acesso a isso. Quando conheci, foi uma surpresa muito boa. Estamos trabalhando a favor da natureza. É maravilhoso ser esse palco para que conheçam essa cultura”.

Impacto sustentável estimula atividades na CASACOR Piauí

 

Agrofloresta é uma das apostas sustentáveis da CASACOR Piauí 2024
(Divulgação/CASACOR)

Os impactos positivos da agrofloresta se estende a todos os profissionais que integram a mostra. Alexandra Martins e Anelise Carvalho, do Studio Arq, responsáveis pelo ambiente Bossa B.art (o bar do evento), afirmam que “[foi possível] ver e aprender, assim como divulgar o que é agrofloresta”. A profissional completa: “sempre escutamos falar em agrofloresta, mas vivenciar é totalmente diferente. A CASACOR nos possibilita vários outros conhecimentos a partir dos espaços dos nossos colegas”.

Thays Paiva, superintendente do IBAMA, pontua que “conseguir mesclar isso com toda a sistemática da agrofloresta é incrível. Temos de presente, o agora: semeando o amanhã. É o tema que estamos propondo trazer para a mostra”. Paulo Vieira, chefe administrativo da EMBRAPA Meio Norte, ressalta que a iniciativa auxilia no entendimento de “divulgar a ciência envolvida na agroecologia. É possível que uma pessoa, em um espaço pequeno, consiga produzir sem utilizar produtos que influenciem o desequilíbrio ecológico. É viver em harmonia com a natureza”, finaliza.

Local do evento

A CASACOR Piauí acontecerá em um casarão de mais de 30 anos de idade, idealizado pelo arquiteto Gustavo Almeida, localizado na Av. Zequinha Freire, 225, no bairro Santa Isabel, em Teresina. A abertura oficial acontecerá no dia 16 de maio de 2024.

Publicidade
«