Continua após publicidade

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m²

Térreo fechado de vidro, pilares de concreto e vãos criados por pórticos criam um jogo de interno-externo neste projeto do escritório FGMF

Por Nádia Sayuri Kaku
12 abr 2024, 18h00

À primeira vista, esta casa parece flutuar: o efeito se dá principalmente pela união do fechamento de vidro do pavimento inferior com as treliças móveis que cobrem a fachada. Mas o projeto do escritório FGMF para a Casa Cumaru vai muito além, trazendo um conjunto coeso formado por concreto, aço, vidro, madeira, água e vegetação em 1275 m² de área construída.

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, varanda com piscina e treliça de madeira.
(Fran Parente/CASACOR)

Uma sequência de quatro pórticos ampara o volume do andar superior, fazendo com que o pavimento térreo pareça um leve bloco de vidro. Do lado da estrutura onde ficam os ambientes internos, os pórticos são formados por quatro pilares de concreto.

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, fachada da casa com jardim e piscina.
(Fran Parente/CASACOR)

Na parte vista da rua, apenas dois pilares sustentam uma grande treliça metálica de 22 m de comprimento. A estrutura também sustenta as quatro vigas de concreto sobre a laje de cobertura, responsáveis por suspender toda a construção.

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, varanda com piscina, poltronas e parede de vidro.
(Fran Parente/CASACOR)

O volume principal, um misto de concreto e aço, abriga todas áreas internas da residência, além de cobrir a varanda com pé-direito duplo e parte da piscina.

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, banheiro com vista para o jardim.
(Fran Parente/CASACOR)

O programa estendido é formado por salas, cozinha, varanda e sauna no pavimento térreo, garagem, áreas de serviço e áreas técnicas no subsolo e quatro suítes, escritório e home theater no superior.

Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, fachada da casa com jardim e piscina.
(Fran Parente/CASACOR)

Além do sistema estrutural e dos grandes painéis de vidro, a madeira é elemento de grande destaque nesta casa, aparecendo na forma de revestimento ripado de madeira cumaru no andar superior, nas portas do tipo camarão dos quartos, nos brises móveis sobre a piscina, no deck de madeira da varanda e na madeira carbonizada no espaço gourmet.

Continua após a publicidade
Treliça metálica de 22 m parece flutuar em frente à esta casa de 1275 m². Projeto de FGMF. Na foto, sala com vista para o jardim.
(Fran Parente/CASACOR)

A leveza e transparência da casa permite total integração entre o dentro e o fora, entre a construção e o paisagismo: as plantas ora invadem a casa, ora estão apenas separadas das áreas internas por leves painéis de vidro ou ainda estão cobertas pela grande laje ao lado da piscina.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade
«